CONHEÇA OS EFEITOS QUE O ANTICONCEPCIONAL PODE CAUSAR NO CORPO

Thumb CONHEÇA OS EFEITOS QUE O ANTICONCEPCIONAL PODE CAUSAR NO CORPO

Reações podem ser diferentes para cada organismo e tipos de anticoncepcional

Quando falamos de qualquer medicamento, sempre existe a possibilidade de aparecerem efeitos colaterais ou secundários. Não seria diferente com a pílula anticoncepcional, que é uma medicação hormonal para fins contraceptivos.

Os efeitos no corpo podem variar de mulher para mulher, tanto em forma quanto intensidade. Por isso o indicado é que você procure um médico da área ginecológica para receitar o melhor medicamento de acordo com o seu quadro clínico e sua necessidade. Não se deve iniciar nenhuma medicação sem o auxílio do seu médico.

Ganho de peso e celulite

Existem algumas pílulas que podem causar um maior inchaço do corpo por causa da retenção de líquidos e que podem aumentar a fome, então a mulher acaba comendo mais e ganhando peso. Um maior depósito de gordura também pode influenciar no surgimento das celulites. Mas a relação entre a pílula e esses fatores não é necessariamente direta.

Oleosidade da pele e acne

Há pílulas que aumentam a oleosidade da pele e acabam causando quadros de cravos e acne. Porém, por outro lado, alguns anticoncepcionais podem causar o efeito contrário e até são usados no tratamento da condição – reconhecido pela Sociedade Brasileira de Dermatologia. Tudo depende da composição dos hormônios do medicamento.

Leia Também: A Importancia da higiene corporal Cuidado na sua zona íntima‎

Dores

Entre as queixas comuns relacionadas ao uso de anticoncepcional estão a cefaleia e a mastalgia – dores nas mamas. Ambas podem ser provocadas ou agravadas por causa do medicamento.

Outras complicações

Além desses efeitos secundários, a pílula anticoncepcional pode estar associada a problemas de saúde que precisam de atenção. Entre eles estão o AVC, o infarto do miocárdio e, a mais citada, a trombose venosa profunda.

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mulheres que usam anticoncepcionais contendo drospirenona, gestodeno ou desogestrel tem até 6 vezes mais chances de desenvolver tromboembolismo venoso do que aquelas que não usam. Porém, o risco só é grande se combinado com outros fatores, como tabagismo, presença de varizes e obesidade, por exemplo, que influenciam na doença.

Sabia mais

Envie seu comentário:

Você também pode gostar: